Parashá

Torah

Parashá Vaerá ( que significa “Eu me revelei” ) – Êxodo 6:2 - 9:35

Resumo:

Apalavra Vaerá significa “Eu me revelei”, como no versículo: “ Eu me revelei a Avraham, a Yitschac e a Yacoov como o nome El Shadai, mas com meu nome ....... Eu não me tornei conhecido a eles (6:3).

Por que a Torá deu ênfase ao negativo aqui, que D’us não Se revelou aos Patriarcas com o Seu verdadeiro nome ( Tetragrama ) .......... Que lição poderíamos aprender desta declaração negativa ?

A redenção do Egito era principalmente uma liberdade espiritual que permitia a um judeu servir a D’us sem interferência de nações pagãs. Claro que a redenção da servidão física não é insignificante, mas, em última analise, a redenção física aconteceu para fazer a redenção espiritual possível.

O que é exatamente uma redenção espiritual ?

É a habilidade de servir a D’us com compromisso total, a ponto de uma pessoa não ter interesse para consigo mesma.

É impossível uma pessoa alcançar este nível sem auxilio. Enquanto a pessoa estiver trabalhando por conta própria, tudo o que ela faz é no final das contas uma extensão de seu “interesse próprio”. Até mesmo se ela decidir se tornar totalmente comprometida com D’us, isso foi uma decisão pessoal dela e, assim, em última analise, seu interesse pessoal.

Para se tornar verdadeiramente comprometida com D’us, a pessoa precisa de auxilio Divino. Assim, o Êxodo do Egito foi uma verdadeira redenção espiritual porque envolveu a ajuda Divina.

Isto porém demanda a pergunta: Seguramente os patriarcas também foram privilegiados de receber revelação Divina, assim por que nós ainda precisávamos da redenção espiritual do Egito ?

Então, D’us falou para Moshé: “ Eu Me revelei .......................... ( 6:3 ). Isto é, somente através de uma revelação do nome “Tetragrama” , que representa D’us e como Ele transcende todos os limites, é possível que uma pessoa se torne verdadeiramente comprometida a D’us, além dos limites de seu interesse pessoal.

E assim também será com a verdadeira e completa redenção , quando nós seremos genuinamente livres para servir a D’us, “ pois a terra estará cheia de conhecimento de D’us como a água cobre o mar” ( Isaías 11:9 ).

Reflexões :

Moshé serviu a D’us principalmente através do intelecto, que é a razão da Torá, a sabedoria de D’us, e por ter sido transmitida por ele. Por outro lado, os patriarcas serviram a D’us principalmente com a emoção. Como o serviço Divino não realçava a parte intelectual, eles nunca viram necessidade em questionar a D’us, ou desafiar a D’us, de forma que D’us desse explicações sobre Suas ações. Só Moshé, cujo foco era intelectual, exigiu saber: “por que Você maltrata Seu povo ?” (5:22).

Assim, a pergunta de Moshé não foi imprópria. Uma falta de habilidade para entender as ações de D’us teriam fragilizado a conexão intelectual de Moshé com seu Criador. Assim, Moshé perguntou a D’us: “por que você maltrata Seu povo ?”, não como um desafio, mas em uma tentativa de se tornar mais intimo de D’us.

D’us respondeu “ Eu me revelei a Avraham, Yitschac e Yaacov como D’us Todo Poderoso ( El Shadai ), e não lhes permiti conhecer-me por Meu nome “ Adonai” (“Havayê ) . O Tetragrama, ( Havayê) , transcende todas as limitações. Assim, D’us estava respondendo a Moshé: “ não me sirva só com o intelecto. Equilibre seu intelecto com emoção e fé de forma que você Me sirva sem limitações.

Segue abaixo os principais tópicos desta Parashá para servir de referência aos principais assuntos tratados aqui:

• 6:2 até 6:12 – Continuação do diálogo entre D’us e Moshé;
• 6:13 até 6:29 – Moshé e Aharon são escolhidos como redentores;
• 6:30 até 7:7 – D’us promete endurecer o coração do Faraó;
• 7:14 até 7:25 – A primeira praga – O Nilo se transforma em sangue;
• 7:26 até 8:11 – A segunda praga – infestação de rãs;
• 8:12 até 8:15 – A terceira praga – infestação de piolhos;
• 8:16 até 8:28 – A quarta praga – Animais selvagens trazem destruição;
• 9:1 até 9:7 – A quinta praga – Morte do gado por epidemia;
• 9:8 até 9:12 – A sexta praga – erupção de furúnculo ( Sarna );
• 9:13 até 9:35 – A sétima praga – granizo mata homens e animais;

A HAFTARÁ DE VAERÁ ESTA EM : EZEQUIEL 28:25 ATÉ 29:21