Parashá

Torah

Parashá Nitsavim– Deuteronômio - 29:9 – 30:20
Parashá Vaiêlech – 31:1 – 31:30

Resumo:

A Parashá começa com a declaração: “ Vocês estão firmemente de pé ( Nitsavim) hoje, todos vocês juntos, diante de D’us – os lideres de suas tribos ... até seus carregadores de água – para serem trazidos para o pacto de D’us, seu D’us...”

A primeira vista, esta declaração parece conter uma contradição: Ela começa dizendo, “vocês estão firmemente de pé ... todos vocês juntos” ( sem distinção ); ainda assim, ela passa imediatamente a dividir as pessoas em diversas categorias. Além disso, qual o propósito de enumerar várias classes de judeus, do mais elevado ao mais baixo, depois que todos eles já foram incluídos no termo geral “todos vocês”.

Mas aqui precisamente encontraremos uma “regra” básica, ou seja, que ambas caminham juntos:

a-) “todos vocês” , significando todos como um;

b-) ao mesmo tempo, no entanto, cada individuo, homem ou mulher, tem sua tarefa especifica e missão, cada um de acordo com seu status e posição na vida.

Ainda assim, há uma questão que permanece: Se tal divisão é necessária, e de fato há uma extrema diversidade – de “seus lideres” até os “carregadores de água” – como eles podem estar tão completamente unidos e fundidos para se tornarem “todos como um” ?

A resposta é: “vocês estão firmemente de pé hoje, todos vocês juntos – diante de D’us, seu D-us” Ou seja um verbo é mais forte do que o outro, e significa que firme de pé, tendo clara consciência de estar na presença de D’us, com toda sua força e sua essência. E nisto – todos os judeus são iguais, e é isto que os torna todos – Um .....

E a Torá continua a explicar: “ todos vocês juntos” estão divididos em “os lideres de suas tribos” .... até seus “carregadores de água”, e cada um deles, com sua distinta capacidade, e seu empenho especial, são trazidos para o pacto com D’us. Cada esforço individual, seja por aquele que pertence a categoria de seus líderes e age como um líder, ou a categoria de um carregador de água e age como tal, é uma expressão do pacto total de vocês com D’us. Cada um tem sua tarefa especial designada por D’us, de acordo com seu status e sua posição na vida, e desta forma, quando todos e cada um cumpre sua missão, a união completa do povo judeu – todos como um – é finalmente alcançada.

Segue abaixo os principais temas para consulta sobre esta Parashá;

• Deuteronômio 29:9 até 29:28 – O pacto eterno com D’us;
• Deuteronômio 30:1 até 30:10 – A reunião dos exilados;
• Deuteronômio 30:11 até 30:14 – Proximidade da Torá;
• Deuteronômio 30:15 até 30:20 – Escolhendo D’us;

A HAFTARÁ DE NITSAVIM é : Isaias – 61:10 -63:9.

Resumo : Vaiêlech

Rabi Saadia Gaon escreve que Nitsavim e Vaiêlech realmente constituem uma única Parashá, e somente em alguns anos a Parashá é dividida em duas ( diferente de outras situações em que duas parashiot são reunidas). Assim, mesmo quando Vaiêlech é lida separadamente, nós podemos aprender uma lição sobre a leitura conjunta de Nitsavim e Vaiêlech juntas.

A primeira vista, os dois termos Nitsavim e Vaiêlech, parecem diametralmente opostos - Nitsavim significa “firmemente de pé” na mesma posição, enquanto Vaiêlech, que quer dizer “ele andou”, indicando movimento.

Assim, qual a lição aprendida da combinação entre “firmemente de pé” e “mover-se” – uma proeza que não parece possível?

Firmemente de pé representa estabilidade, confiança e força. Um rei, por exemplo, permanece parado em seu tronco, e aqueles que desejam vê-lo devem vir de longe. Mover-se, por outro lado, é um sinal de crescimento e expansão.

Assim, a combinação simultânea dos 2, representa: a habilidade de a pessoa crescer sem comprometer sua posição de força anterior.

Alguns exemplos práticos: Quando a pessoa cresce em seu conhecimento na Torá, há o perigo de que sua recém-adquirida sofisticação possa influenciar negativamente sua qualidade anterior de fé simples e dedicação.

A lição de nossa Parashá se refere a necessidade da pessoa reter seu forte fundamento da fé simples – que é confiável, sob todas as circunstancias, mesmo quando o intelecto falha – e não permitir que este seja maculado pelo entendimento.

Outro exemplo trata de um rico comerciante que obteve um crescimento substancial em seus negócios. Tal pessoa pode se sentir tentada a achar que seu progresso veio de seu bom discernimento e faro para os negócios, assim, quando alguém lhe pede um donativo para a caridade, ele pode pensar, para si mesmo, algo como “eu ganhei este dinheiro através do meu trabalho pesado e minha habilidade para os negócios: então por que eu deveria dá-lo?”

É claro que um comerciante menos bem sucedido não teria este “problema” dado que ele regularmente rezaria a D’us ara que o abençoasse com riqueza, de modo que ele ficaria feliz em dar parte dela para a caridade ...

A lição aqui é óbvia: Nosso desafio é harmonizar Nitsavim com Vaiêlech – a estabilidade da fé simples juntamente com o crescimento constante e a expansão.

Segue abaixo os principais temas para consulta sobre esta Parashá;

• Deuteronômio 31:1 até 31:9 – A nomeação de Josué;
• Deuteronômio 31:10 até 31:13 – A mitsvá de Hak’Hel;
• Deuteronômio 31:14 até 31:18 – Moisés é informado sobre o que acontecerá depois de seu falecimento;
• Deuteronômio 31:19 até 31:23 – O testemunho de D’us para o futuro;
• Deuteronômio 31:24 até 31:27– O rolo da Torá de Moisés é colocado com a Arca;
• Deuteronômio 31:28 até 31:30 – Reunião dos anciãos para escutar a canção da Haazinu;

A HAFTARÁ DE VAIÊLECH é : Oséias 14:2-10 e Joel 2:11-27 no Rito Ashkenazim, e Oséias 14:2-10 e Miquéias 7:18-20 no Rito Serafadim.